tratado1

Dia 22 de maio de 2015, a sede do Grande Oriente do Estado de Mato Grosso, conhecida como Palácio da Paz, foi palco de evento maçônico histórico. Na oportunidade foram assinados os tratados de amizades, alianças, mútuos reconhecimentos e correspondências que entre si firmam o Supremo Conselho do Rito Escocês Antigo e Aceito de Mato Grosso, o Supremo Conclave Autônomo do Rito Brasileiro, o Supremo Grande Capítulo de Maçons do Real Arco do Brasil e o Supremo Grande Capítulo Adonhiramita.

tratado2A Mesa de Honra foi composta pelo Grão-Mestre do Grande Oriente do Estado de Mato Grosso, Soberano Irmão Osvaldo Roberto Sobrinho; Grão-Mestre Adjunto do Grande Oriente do Estado de Mato Grosso, Sereníssimo Irmão Ademir Lúcio de Amorim; Grande Primaz do Supremo Conclave Autônomo do Rito Brasileiro, Soberano Irmão José Wanderley Barcellos Garcia; Grande Comendador do Supremo Conselho do Rito Escocês Antigo e Aceito de Mato Grosso, Soberano Irmão Vanderlei Busnardo; Past Grande Sumo Sacerdote João Guilherme C. Ribeiro, representando o Supremo Grande Capítulo de Maçons do Real Arco do Brasil; Grande Sumo Sacerdote Dagomar Ruas Silva; Delegado Litúrgico João Gilberto Calvoso Teixeira, representando o Supremo Grande Capítulo Adonhiramita; Egrégio Mestre da Grande Oficina Integrada VII de Setembro, Ilustre Irmão Antonio Horácio da Silva Neto; Presidente da Poderosa Assembleia Legislativa Maçônica do Grande Oriente do Estado de Mato Grosso, Eminente Irmão Wladimir Fransosi; e o Presidente do Tribunal de Justiça Maçônico, Eminente Irmão Gelson Menegatti Filho.

De acordo com os tratados, os Altos Corpos Filosóficos do Supremo Conclave Autônomo do Rito Brasileiro, Supremo Conselho do Rito Escocês Antigo e Aceito de Mato Grosso, Supremo Grande Capítulo de Maçons do Real Arco do Brasil e Supremo Grande Capítulo Adonhiramita se reconheceram como Potências Filosóficas Maçônicas Regulares, Legais e Legítimas, responsáveis em administrar, conferir e governar os Graus Filosóficos dos Ritos respectivos, bem como que, de forma recíproca e correspondente, reconheceram os graus filosóficos de cada um dos respectivos Corpos Filosóficos, para todos os efeitos de honrarias, prerrogativas e participações nas sessões correspondentes.

Assim sendo, todo Maçom possuidor dos graus filosóficos dos diversos Ritos praticados no seio do Grande Oriente do Estado de MatoGrosso, cujo reconhecimento e correspondência se encontrarem correlacionados, agora tem permissão de participar dos trabalhos das Lojas, Capítulos, Conselhos, Colégios e Consistórios dos graus, observadas as providências de segurança no tocante a ingresso de visitante não qualificado, bem como a observância do protocolo maçônico de regência dos Graus Filosóficos de per si.
Com a assinatura de tais tratados foi dado um passo gigantesco na direção da integral união entre os Ritos praticados pelos diversos maçons
filiados ao Grande Oriente do Estado de Mato Grosso, permitindo ainda as participações em eventos relacionados aos ensinamentos doutrinários e
filosóficos, trazendo total efetividade ao exercício da multidisciplinariedade como processo de crescimento intelectual.